Arquivo mensal: janeiro 2012

Livro do Mês – Janeiro

Por que elegemos Minha família é colorida como livro do mês de janeiro?

Ângelo é um garotinho curioso que gosta muito de pensar nas coisas da vida. Observador, constata que seu cabelo é diferente dos seus irmãos e este é o início de uma longa história familiar, desde os trisavôs. Ouvindo sua mãe, Ângelo descobre que seus antepassados tinham pedacinhos que se misturaram em diferentes cores de pele, olhos e cabelos de todos os tipos: lisos, enroladinhos, cacheados, alguns ‘vuam’ e outros não. Desde sempre a miscigenação entre diferentes origens e imigrações nos constitui como povo brasileiro. Através do garoto Ângelo, é possível refletir com os alunos e fazer com que conheçam temas fundamentais: sua origem, as características pessoais, as relações familiares, hereditariedade e laços afetivos.

Clique aqui e conheça o projeto de leitura que Edições SM elaborou para o trabalho com esse livro.

Livro do Mês – Dezembro

Por que elegemos A bruxa da montanha como livro do mês de dezembro?

Alina é uma jovem bruxa, muito impaciente com as árvores que atrapalham o caminho de sua vassoura voadora e por isto resolve derrubá-las! Esta decisão colocará em risco os outros habitantes da Montanha Menor e a própria Natureza. No contexto de sala de aula, a leitura deste texto favorece a reflexão sobre atitudes individuais egoístas que não levam em conta o bem estar coletivo, além de incentivar a mudança de atitude dos estudantes. Assim como no Meio Ambiente, as relações interpessoais no espaço escolar, em casa e na cidade em que vivemos se configuram como habitat essenciais que merecem atenção e cuidados.

Clique aqui e conheça o projeto de leitura que Edições SM elaborou para o trabalho com esse livro.

8º Prêmio Barco a Vapor de literatura infantil e juvenil

O Prêmio Barco a Vapor de Literatura Infantil e Juvenil, promovido pela Fundação SM, surgiu na Espanha há mais de 30 anos e é uma importante iniciativa de fomento à leitura e estímulo à produção literária nacional.

O prêmio é destinado a textos inéditos em língua portuguesa, dirigidos a crianças e jovens em idade escolar.

O vencedor terá sua obra publicada na Barco a Vapor, uma das coleções de maior prestígio no mundo, além de receber R$ 30 mil como adiantamento de direitos autorais.

Para mais informações, acesse o site www.edicoessm.com.br/regulamento2012

Gentileza gera gentileza

Gentileza gera gentileza

Por definição, a palavra gentileza significa amabilidade, delicadeza. Uma pessoa gentil “agrada pela delicadeza de sentimentos e maneiras”, segundo o dicionário Houaiss (disponível em http://www.uol.com.br), atitude fundamental para a boa convivência em sala de aula. Esta atividade propõe a adoção da gentileza nos relacionamentos interpessoais, na escola e fora dela.

Primeiras ideias

Professor(a), pergunte aos alunos sobre os significados da palavra gentileza. Anote na lousa as respostas para comentar depois. Será que conhecem uma pessoa gentil? Como ela se comporta no dia a dia? Como se sentem quando são tratados com gentileza? E quando recebem tratamento rude? Como preferem ser tratados? E como tratam as pessoas de sua convivência mais próxima, como familiares, amigos da escola e do bairro onde moram? E como tratam as pessoas que não têm vinculo afetivo ou familiar?

Refletindo sobre valores

Leia para os alunos o comentário da jornalista Elaine Brum, colunista da revista Época, disponível na versão digital:

(…) Gentileza é o exercício cotidiano de vestir a pele do outro. É cuidar não de alguém, mas de qualquer um. Mesmo que ele não seja nosso parente, mesmo que seja um estranho. Cuidar por nada. Sem precisar de motivo. Cuidar por cuidar. Por que algo tão essencial se tornou supérfluo? Porque gentileza não se consome, talvez. Não tem valor monetário. Não se ganha nada de material com ela. Também não custa nada. (…) Gentileza não é mesmo algo que temos, é mais algo que somos. E que nos tornamos. Talvez o verdadeiro poder esteja naquele que pode dar sem esperar nada em troca. Como Gentileza.

Seus alunos concordam com a jornalista? Como percebem a expressão “gentileza não é mesmo algo que temos, é mais algo que somos. E que nos tornamos”. Encaminhe a discussão para a conscientização da importância das atitudes gentis no dia a dia da escola e fora dela.

Atividade coletiva

Como os alunos poderiam ser mais gentis no dia a dia? Como poderiam convidar outras pessoas da escola “a vestir a pele do outro”, como afirma a jornalista? Proponha uma reflexão individual e a produção de um breve texto sobre o que cada um pode melhorar nas suas próprias ações, considerando a gentileza. Na escola, quais situações poderiam ser mais bem resolvidas se usássemos “a pele do outro”? Separados em duplas ou trios, os alunos podem trocar ideias e opiniões entre si, sintetizando-as em frases curtas para incentivar, valorizar e promover a gentileza entre todos: na classe, com as outras classes e por toda a escola.

Sistematizando

Então, está na hora de promover a campanha “Gentileza gera gentileza” na sua escola! O que pode ser diferente na sala de aula e nas relações interpessoais em relação ao respeito? E sobre a delicadeza dos gestos gentis? Escreva na lousa as frases curtas sugeridas pela turma. Em seguida, proponha a invenção de uma caligrafia original para ampliar as frases em faixas de cartolina. Incentive o uso de cores e o zelo no acabamento, como fazia José Dantrino, mais conhecido como profeta Gentileza, que produziu 56 painéis no viaduto do Caju, na cidade do Rio de Janeiro. Se possível, apresente algumas imagens desses painéis, que podem ser encontradas na internet. Com cuidado ao patrimônio escolar, divulgue as faixas nos painéis e locais permitidos da escola. Divulgue a campanha no blog ou jornal da escola, do bairro e da comunidade.

Sites indicados

http://www.riocomgentileza.com.br/index-2.html

http://oimpressionista.wordpress.com/museu-virtual-gentileza/

http://www.jb.com.br/capa/noticias/2010/02/28/sempre-e-tempo-do-poeta-gentileza/

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI96818-15230,00.html

http://www.portacurtas.com.br/Filme.asp?Cod=4955

%d blogueiros gostam disto: